Como reduzir o desperdício de material na construção civil?

9 minutos para ler

Todas as obras em andamento precisam lidar com algo chamado desperdício. Pesquisas mostram que os gastos com materiais chegam a até 8% a mais do que é previsto no orçamento inicial, por conta do mau uso dos insumos e do mau planejamento do canteiro. Contudo, o problema do desperdício de material na construção civil pode ser resolvido com a reutilização de alguns itens e uma boa gestão.

O desperdício não é uma desvantagem apenas para os construtores, que gastam mais recursos e dinheiro do que é necessário, mas também para o meio ambiente, que sofre com descarte de materiais em locais indevidos e que poluem o solo. Portanto, é fundamental encontrar meios de diminuir o consumo exagerado de produtos e de aumentar a qualidade dos serviços.

Quer saber mais sobre as principais causas do desperdício de materiais na construção civil e como reduzir esse problema? Continue a leitura deste artigo que preparamos para você!

O que é o desperdício de material na construção civil?

O setor da construção civil gera resíduos de construção diariamente. São descartados pedaços de madeira das formas, restos de argamassa e concreto, latas de tinta, entre outros. Porém, o uso inadequado de materiais e a desorganização do canteiro podem aumentar os desperdícios. Para acabar com esse problema, é necessário investir em um bom planejamento e monitorar as atividades exercidas diariamente.

Os chamados resíduos de construção e demolição, ou apenas RCD, são os maiores responsáveis pelo desperdício de material na construção civil. Eles devem ser descartados da maneira correta, para evitar a contaminação dos lençóis freáticos e do solo. Para regularizar o manejo e descarte desses produtos, foi criada a lei n°12.305/2010, que trata da Política Nacional de Resíduos Sólidos.

Para começar a diminuir os resíduos na sua obra, é preciso ter consciência de quais são os principais causadores do desperdício de material na construção civil:

  • comprar materiais de maneira exagerada e sem planejamento;
  • não ter um bom controle de estoque;
  • não ter organização no canteiro de obras;
  • não ter uma boa logística de transporte dos materiais e equipamentos;
  • utilizar os produtos de maneira inadequada;
  • armazenar os materiais em lugares inapropriados e da maneira errada;
  • executar procedimentos sem um controle de qualidade.

Perder materiais durante uma obra vai muito além do desperdício. Em um canteiro sem uma boa gestão, acontece o mau uso de insumos e equipamentos, o que gera gastos desnecessários para comprar mais produtos e atrapalha a produtividade da construção.

Como reduzir o desperdício de material na construção civil?

Agora que você já sabe quais são os maiores causadores de desperdício de material na construção civil, é preciso saber como diminuir esse problema. Para isso, o primeiro passo é ter uma boa gestão, que coloque em prática algumas ações para reutilizar e reciclar materiais.

Além disso, utilizar recursos que são sustentáveis e biodegradáveis também gera redução de resíduos e colabora com o meio ambiente. Confira a seguir outras maneiras de reduzir o desperdício no seu canteiro de obras.

Layouts produtivos

A disposição física de um canteiro faz toda a diferença na produtividade da construção e no transporte de materiais. Quando as distâncias a serem percorridas pelos colaboradores são reduzidas, há menor ocorrência de quebra de materiais, além de uma melhora na comunicação da equipe.

Planejar o layout de um canteiro é uma tarefa simples, que vai auxiliar na otimização dos prazos e na diminuição do desperdício de produtos. Para começar a idealizar cada espaço de armazenamento, transporte e logística da sua obra, considere os seguintes itens:

  • procure otimizar o recebimento dos materiais, deixando um espaço para a parada e descarga de caminhões;
  • os materiais devem ser armazenados de acordo com as suas características, e em locais que facilitem o seu transporte;
  • a movimentação dos insumos não deve atrapalhar as frentes de serviço;
  • as ferramentas para cada atividade também devem ser dispostas em locais de fácil acesso.

A execução do layout do canteiro de obras deve levar em consideração dois conceitos: o interno e o externo. O primeiro se refere à disposição dos serviços no próprio canteiro, como as áreas de armazenagem, de transporte de materiais e onde as atividades acontecem.

Já o externo está relacionado com o que chega na obra, como o transporte de materiais e a descarga deles na construção. Sendo assim, um bom layout deve prezar por esses dois aspectos, tendo em mente que as etapas da obra vão refletir em mudanças na disposição do canteiro em geral.

Treinamento para os colaboradores

É fundamental que todos os profissionais envolvidos na obra saibam da necessidade de reduzir o desperdício de materiais na construção civil. Para isso, ofereça treinamentos para os encarregados de todas as atividades, para que eles saibam como aproveitar os recursos da melhor maneira e qual o descarte ou reutilização correta para cada insumo.

Planejamento

Uma das melhores maneiras de prevenir o desperdício é o planejamento das atividades. Com uma boa gestão do espaço e dos recursos, é possível diminuir as perdas e saber quais são os insumos necessários para cada etapa. Além disso, uma boa programação de obra ajuda na compra de materiais no tempo e na quantidade certa, evitando o acúmulo de peças.

Reciclagem de resíduos

Ao fazer um programa de reciclagem e reutilização de resíduos, é possível usar as sobras de alguns materiais, como tijolos e peças de metal e cimento, e incorporá-los em outras etapas. Além disso, tenha certeza de que os materiais perigosos, como as latas de tinta vazias e de outros químicos em geral, sejam descartados da maneira correta. Eles não podem ser colocados junto ao entulho comum.

Manuseio e utilização dos materiais

A maneira como os insumos são deslocados e utilizados é outro fator que pode aumentar o desperdício de material na construção civil. O aço, por exemplo, envolve processos como o corte e a montagem antes de ser colocado no local desejado.

Se cada uma dessas etapas for feita em lugares distantes, as chances de perda de material são maiores. Por isso, prefira criar uma central de montagem, centralizando os serviços e facilitando a supervisão.

Ainda, é fundamental monitorar a utilização de alguns itens, como cimento e argamassa pronta. Se forem estocados de maneira errada, esses materiais podem estragar, causando custos desnecessários com a compra de novas sacas.

Entregas “just in time”

O conceito “just in time”, ou “no momento certo”, em português, é um método para reduzir a quantidade de materiais estocados na obra, bem como o tempo que eles ficam armazenados. Em suma, ele consiste em ter apenas os materiais necessários para cada etapa, na quantidade exata.

Uma ferramenta que ajuda a elaborar o processo de entregas just in time é o chamado Mapeamento de Fluxo de Valor. Com ele, é possível cruzar as informações de todos os recursos necessários para realizar a obra, como a mão de obra, os materiais e as ferramentas, e otimizar todos eles conjuntamente.

Como resultado, tem-se uma obra mais ágil, em que o transporte e uso de materiais é feito apenas onde é realmente necessário. A adoção do just in time não é uma tarefa simples, pois depende de muitos fatores, como a localização da obra, a disponibilidade dos fornecedores locais e os sistemas construtivos que estão sendo executados.

Melhoria de procedimentos

Atividades e procedimentos que são feitos da maneira errada podem gerar um gasto maior de materiais do que o previsto no planejamento. Por isso, supervisione os processos e busque por melhorias na execução das tarefas, como empilhar os tijolos para que não aconteçam quebras por mau armazenamento.

Como a tecnologia pode otimizar a utilização de recursos?

O uso da tecnologia na construção de imóveis tem ajudado muitos setores, desde a parte de elaboração de projetos, produção dos orçamentos e quantitativos, até a parte da execução. No canteiro de obras, como mostramos, quanto maior for o controle sobre as atividades exercidas e sobre os insumos que entram e saem, maiores são as chances de reduzir o desperdício de material na construção civil.

Assim, é importante contar com softwares de gestão que auxiliem no controle da quantidade de materiais e no andamento da obra. Dessa forma, você poderá saber se há alguma frente de serviço atrasada ou que está consumindo mais insumos do que deveria.

Além disso, já existem programas e aplicativos que criam fotografias em 360º de forma rápida e eficaz, permitindo um melhor gerenciamento da obra e uma grande redução de custos com desperdícios. Esse recurso possibilita um acompanhamento detalhado de todas as fases da construção.

Os resíduos da construção, quando não são descartados corretamente, podem gerar impactos imensuráveis no meio ambiente. Por esse motivo, é importante contar com uma boa administração e gestão da obra, controlando o desperdício de material na construção civil e a qualidade dos serviços no canteiro.

Não se esqueça de contar com tecnologias que podem tornar os trabalhos de monitoramento e supervisão mais fáceis, para que você entregue uma obra de qualidade, sem desperdícios e no prazo estipulado.

Se você gostou do nosso texto sobre como reduzir o desperdício de material na construção civil, siga-nos nas redes sociais e não perca nossos novos conteúdos! Estamos no Facebook, no LinkedIn e no YouTube.

Posts relacionados

Deixe uma resposta